Nota de Repúdio contra a vulnerabilidade imposta aos servidores da saúde do Crato


    A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Crato repudiam a situação em que se encontram os servidores da saúde do município do Crato, na Região do Cariri.


    Profissionais da saúde das unidades de atenção básica do município estão totalmente vulneráveis. Além de sofreram pressão administrativa, com como ausência de equipes suficientes para dar conta do atendimento à população, os trabalhadores correm risco de serem violentados, especialmente as mulheres. Tudo isso porque as más condições de funcionamento dos órgãos propiciam a revolta da população e superlotações e além de tudo isso, estão sujeitos à total ausência de segurança nas repartições em que trabalham, algumas auxiliares de enfermagem e saúde bucal, como também os demais Profissionais da Saúde de Nível Superior, já foram até ameaçadas de estupro e outros servidores de furto.


    O Sindicato tem buscado diálogo com a gestão municipal para solucionar os vários problemas elencados, mas o Executivo tem demorado a tomar um encaminhamento concreto. O avançar do tempo não contribui em nada para melhorar a situação por que passam os trabalhadores, que correm o risco de ser agravada.


    Diante disso, além de manifestar total desacordo, a Fetamce e o sindicato cobram imediata solução dos problemas apontados. As entidades reforçam que tomarão medidas como denúncia ao Ministério Público e à justiça da situação constatada.


    Source: Fetamce